[Cheklist] Como Identificar um Curso de Bombeiro Civil de Qualidade?

Tempo de leitura: 6 minutos

Eu tenho respondido muitas dúvidas sobre o tema de segurança contra incêndio, mas nenhuma é tão frequente quanto assuntos relacionados a curso de bombeiro civil.

Os iniciantes na carreira e alguns profissionais já formados tem muitas dúvidas de como identificar um curso de bombeiro civil de qualidade.

Pensando nisso resolvi escrever alguns posts sobre o assunto para ajudar a esclarecer essas dúvidas.

Caso queira conhecer essa profissão, clique aqui e veja o post sobre o que é bombeiro civil.

Usei como base as principais normas sobre o assunto e contei com um pouco da minha experiência neste nicho.

Minha Experiência Com Bombeiros Civis

No começo da minha vida profissional, eu trabalhei cerca de 5 anos como supervisor de bombeiros civis.

Comecei em uma das maiores empresas do Brasil e durante esse tempo me deparei com cerca de cinco situações de incêndio. Porém em apenas uma ocasião houve a necessidade de acionar o corpo de bombeiros para apoio.

Nesta caminhada cuidei de alguns prédios administrativos de alta importância. Inclusive no Ebook de Extintores de Incêndio, que está disponível para download grátis, eu cito um estudo de caso de combate a incêndio em um destes prédios.

Nesta jornada eu tive contato com muitos bombeiros civis de diferentes cursos e tipos de formação. Percebi claramente a diferença da preparação entre eles, não só nas situações de emergência, mas na rotina de prevenção.

A importância à prevenção é um reflexo de um entendimento mais profundo dos sistemas contra incêndio e isso deve ser fortemente ensinado nos cursos.

Os bombeiros em que eu sentia mais confiança eram aqueles que vinham de uma boa formação. Os bombeiros civis que passaram por uma boa reciclagem, tinham o mapa da edificação na “palma da mão” e, principalmente, que conheciam profundamente o manuseio de cada um dos equipamentos instalados.

Requisitos Mínimos Para um Curso de Bombeiro Civil de Qualidade

O curso de Bombeiro Civil é um curso de qualificação, portanto prepara o aluno para o exercício de atividades próprias de um determinado perfil profissional definido pelo mercado de trabalho.

Um curso de bombeiro civil de qualidade deve seguir o currículo mínimo necessário para uma boa prestação de serviço com carga mínima de 210 horas.

NBR 14608 de 2007

A NBR 14608:2007 é uma das referências para identificarmos o mínimo que um curso deve abordar, a qual define o número de bombeiros civis para uma instalação, a formação, qualificação, reciclagem e atuação deste profissional.

Os pontos que devem ser verificados para o atendimento da NBR 14608 que define o curso de bombeiro civil estão descritos abaixo

Aulas teóricas e práticas com os seguintes conteúdos e tempos:

  • Prevenção e Combate a Incêndio - 28 horas
  • Equipamentos de combate a incêndio e auxiliares - 27 horas
  • Atividades operacionais de bombeiro profissional civil - 9 horas
  • EPI e EPR - 15 horas
  • Salvamento terrestre - 46 horas
  • Produtos perigosos - 18 horas
  • Primeiros socorros - 59 horas
  • Fundamentos em análise de riscos - 8 horas

As Aulas Podem Ser Online?

Há uma excelente possibilidade de o curso de bombeiro civil oferecer a parte teórica online.

A plataforma EAD tem se mostrado muito eficaz.

Traz a possibilidade de um contato direto entre aluno e as maiores autoridades no assunto mesmo estando a quilômetros de distância.

Um bom curso EAD saberá explorar materiais de ponta e deixa livre para o aluno acessar a aula quantas vezes quiser. Isso possibilitar uma formação mais acessível às necessidades de aprendizado de cada aluno.

Como deve ser a Formação de Um Instrutor de um Curso de Bombeiro Civil de Qualidade?

Instrutor de bombeiro civil
Instrutor de Bombeiro civil

Outro ponto fundamental é identificar um bom curso de bombeiro civil é garantir que o instrutor esteja apto para a função. Como identificar isso? A norma define qual deve ser a formação do instrutor:

Os instrutores devem possuir nível escolar igual ou superior ao ensino médio, curso de técnicos de ensino de 40 horas e formação em cada tema. Essa formação deve ser realizada em instituição oficial de ensino nacional ou estrangeira, ou empresa de formação e especialização de equipes de emergência, legalmente constituída

Ela apresenta ainda a carga horária de experiência exigido na formação do instrutor, observe:

  • Instrutor em Prevenção e Combate a Incêndio - 200 horas
  • Instrutor em Equipamentos de combate a incêndio e auxiliares - 27 horas
  • Instrutor em Atividades operacionais de bombeiro profissional civil - 40 horas
  • Instrutor em EPI e EPR - 40 horas
  • Instrutor em Salvamento Terrestre - 80 horas
  • Instrutor em Produtos Perigosos - 80 horas
  • Instrutor em Primeiros Socorros - 240 horas
  • Instrutor de Fundamentos da Análise de Riscos - 140 horas

A norma estabelece que os profissionais da área de combate a incêndio que desempenharam a função há cinco anos, desde que o tempo e sua capacidade técnica sejam comprovadas por instituição ou empresa de notório reconhecimento no Brasil, terão direito a exercer a atividade de instrutor nas especializações em que foi habilitado.

Como Identificar um Campo de Treinamento de Qualidade?

Outro ponto importante para a identificar um curso de bombeiro civil de qualidade é o campo de treinamento.

Depois de verificar se as cargas horárias de cada assunto estão de acordo com as normas, você deve verificar se o campo de treinamento está padronizado.

Como fazer isso?

A NBR 14277 define a referência de qualidade de um campo de treinamento, e em uma simples visita é possível verificar se o campo está apto. A norma aponta os padrões necessários para as instalações e equipamentos necessários para um bom treinamento de combate a incêndio.

Eu disponibilizei, gratuitamente, um PDF com o Cheklist de todos os itens que abordei até aqui.

Será possível verificar as tabelas do conteúdo mínimo exigido pela NBR 14608, e a tabela de exigências para o campo de treinamentos baseado na NBR 14277.

Faça o download grátis aqui

Com isso você terá em mãos a estrutura básica de um curso, incluindo aulas teóricas e práticas, instalações e equipamentos e o currículo do instrutor.

Você conseguirá identificar se, de fato, os requisitos mínimos necessários para um curso estão sendo atendidos.

Até aqui falamos apenas de requisitos mínimos, porém, na minha opinião, um curso de qualidade diferenciado oferece muito mais que o mínimo. Concorda?

Fabrício Nogueira

Deixe seu Comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *